30 de out de 2012

O DOUTRINADOR E O APARÁ


l Meu filho Jaguar: Salve Deus!

Sabemos que existem muitas mediunidades, porém o Doutrinador e o Apara são a base para seguir a missão. Sem o desenvolvimento de um desses aspectos nada é feito no plano iniciático. Muitas vezes eu me vejo em situações difíceis, para depois ver um médium se acomodar, acomodando-se em sua mediunidade. Todo homem tem sua missão na Terra e, geralmente, vem com seu plexo aberto para cada missão. É possível, também, completar seu tempo em uma e se voltar para outra missão, com muito cuidado, porque cada desenvolvimento desenvolve, também, o seu plexo nos três reinos de sua natureza. Naturalmente, é desenvolvido de acordo com a sua missão. Resumindo, veremos que o plexo nervoso é um universo perfeito, em miniatura. É o plexo mais dinâmico de nossas emoções. No fundo, é quem governa todos os nossos desejos, e é coerente com a vida na Terra: vida, nascimento e morte. É condensado em células vivas.
Os plexos regulam os movimentos, sem participação do cérebro, automaticamente, por impulsos vindos dos plexos correspondentes. Os plexos influenciam o ritmo da vida psíquica, fazendo sempre as modificações quando se deslocam um sobre o outro. E isso acontece pelo desenvolvimento e pelas consagrações. O médium desenvolvido não deve ficar muito tempo fora da Lei de Auxílio, pelo perigo de adoecer. O trabalho e seus sentimentos são o que alimentam todos os casos do sistema nervoso.
O veículo do recebimento desta força armazenada no centro apropriado que é o plexo – emite também, nos órgãos internos, segundo sua necessidade momentânea, na concentração das forças centrífuga e centrípeda. Eis porque não tenho medo de mistificação destes aparelhos benditos de Deus. Seus bônus são luminosos porque fluem de seu plexo, que reserva, também o seu Sol Interior de suas três naturezas. Isto digo do Doutrinador e do Apara.
É reparado, filho, que as iniciações são bem diferentes: cada mediunidade é regulada à sua faixa, que são também as doze chaves do Ciclo Evangélico Iniciático, após receber o mercúrio significativo, sal perfume e mirra. Tal é a origem desta tradição cabalística que compõe toda a Magia em uma só palavra: Consciência! Traduzir este conhecimento é ter a chave e estar a caminho de Deus. E só nos colocamos a caminho de Deus no Segundo Verbo, que é a palavra realizada por Atos na linha do amor e na linha do desespero.
Por exemplo: eu estou no Segundo Verbo. Sou uma Agla. E só podemos nos dar o luxo de ser uma Agla quando temos consciência de todas as coisas e passamos pelas dores da Terra. Filho: no dia em que fui consagrada como Koatay 108, não tive tanta emoção, ou não foi igual, àquele quando do meu ingresso no Segundo Verbo Agla.
-Agla! Gritaram – Agla Koatay 108!
-Vou morrer! – pensei – Não é possível!
Tive medo da regressão, lembrando-me das palavras dos Sábios: - Não farás o que a Natureza não faz, e a Natureza não fará o que tu poderás fazer! Confiamos a ti todas as Iniciações dolorosas, e nos devolvestes obras em Atos. Pronunciamos cabalisticamente o nome Agla porque sofrestes as provas da Iniciação. Vire-se para o Oriente, porque tens o poder de três raízes na figura de Koatay 108, do Grande Morgano 108 – O Grande Talismã Morgano 108!
Sim, filho, mesmo as grandes Iniciações tem as suas regressões, às vezes muito maiores que as nossas. E na Magia de Nosso Senhor Jesus Cristo – a única que eu conheço – e que não aceita interferência, há regressão, mesmo pela dor cármica. Ao Iniciado de Nosso Senhor Jesus Cristo não é admissível, no mundo cabalístico, dizer que cometeu desatinos levado por correntes negativas. Consciência é a palavra... Se a consciência falhar, entra no quadro de regressão, porém sem qualquer prejuízo do destino traçado aqui na Terra. Somente a esquizofrenia dá este direito, porque os esquizofrênicos recebem pelo seu triste compromisso. O esquizofrênico é atingido em seus dois sistemas: Cérebro-Espinhal, que serve as ações e movimentos controlados pelo perispírito, e o vago-simpático, que realiza as funções da vida vegetativa.
Somente os grandes cientistas voltam com este compromisso, para desafiar sua ciência sem a ciência de Deus. Porém, ainda não conseguiram, porque, sem Deus, o homem não se encontra senão com sua própria esquizofrenia. Em resumo: O Iniciado, que fez sua consagração consciente, só irá errar se for esquizofrênico. Estaciona, porém não regride. A regressão, repito, não tira nada físico e não muda o curso da vida. Apenas, perdendo a sua proteção, o mesmo sofre mais, uma vez que a proteção o vinha ajudando.
Chamamos desagregação de afeto à estabilidade da contínua renovação das células. A força de energia, força magnética, que muitos homens possuem em abundância para grandes curas e que, apesar de tudo que aprenderam, se deixam ficar em seu bem-estar, até que este potencial se acabe. Salve Deus, filho! Aos poucos vou mostrando os caminhos da Magia Cabalística.
Não reparem esta cartinha, se estiver confusa. Estou aproveitando as horas aqui no hospital, com o pensamento sempre voltado para o meu filho em Cristo Jesus.
Tia Neiva.
Brasília (Hospita
hospital santa lúcia-27/10/81

A TERRA DOS HOMENS PASSAROS



A terra dos homens pássaros

Salve Deus!

Meu filho Jaguar.

É com amor que eu faço esta carta, e sempre pedindo a Jesus que me esclareça ao seu lado, com a força para ser entendida. Filho, aqui temos a demonstração do verdadeiro significado da mente sobre o extra-sensorial. Governamos a mente e as emoções, alteramos, revolucionamos e modificamos as chamas vitais. Sim, filho, já nos desenvolvemos através das Sete Raizes. Tudo isso, parece filho, muito distante de teu alcance. A realidade é o Jaguar, que está trazendo para mais perto a visão de um quadro total. O Jaguar, o homem que foi individualizado em dezenove encarnações. Provamos sempre, que a doutrina, somente a doutrina, é a bagagem real deste mundo para outro. Porque filho, mesmo que eu viva com os espíritos, converse com eles, e entrasse em um disco voador, sem conhecer a sua linguagem, sem o amor de uma doutrina em Cristo Jesus, nada me iluminaria, senão a missão de um compromisso religioso.
Sim, filhos, não pensem que muitos cientistas já viram alguns fenômenos. Viram sim, viram mesmo, porém sem sabê-los analisar. Sem, amor ou sem querer baixar-se de seus velhos princípios, deixaram-nos de lado e foram cumprir o seu dever. Porém filho, nós não podemos criticá-los. Em uma de nossas vidas passadas já pagamos o nosso tributo. Foi no ano de 80, mais ou menos, quando uma linda tribo vivia na mais perfeita harmonia. Eram filhos do Sol e da Lua. Os grandes ensinamentos vinham por intermédio do grande Equitumã, vindo de Cristo Jesus. Eram espíritos individualizados, que traziam a sua linguagem espiritual. Esta tribo se deslocara de diversas partes deste universo etérico e extra-etérico, e aqui no seu mundo feito de pedras, eram vidas, vidas que andavam em busca das conquistas e levaram à frente a ciência dos Tumuchys.
Formavam uma poderosa tribo, com a experiência dos Ramsés e as comunicações dos grandes ancestrais. Formaram um poderoso sacerdócio. Numara, o grande sacerdote, enfrentava os mais árduos caminhos. Sua força mediúnica e doutrinária já dominava o poder magnético das cabalas e, sobre suas ardentes vibrações, recebia as constantes visitas dos Grandes Iniciados que, periodicamente, abençoavam aquele povo. Eram feitos grandes preparativos, e as grandes Amacês baixavam por ali e, à distância, falavam com voz direta e ensinavam, os poderosos magnéticos materializavam objetos – mantas lindas – e afastavam as feras perigosas que tanto assombravam aquela tribo.
Porém, o homem quanto mais tem, mais exige. Lindo! Lindo, é o que podemos dizer. Aqueles homens se amavam. Lindos casais se uniam pelas bênçãos das Amacês. Os homens daquela tribo, apesar de serem Equitumãs, Ramsés e audaciosos Cavaleiros Verdes, viviam cento e vinte e até duzentos anos. Tinham o prazer de ver seus filhos em harmonia. As Amacês ensinavam à união da família e o verdadeiro amor. Porém, Numara insistia em suas experiências. Queria que fossem normais os seus contatos com as Amacês, e era o mais teimoso dos sacerdotes. Sete Iniciados, com toda harmonia, guardavam aquele povo. As Amacês mandavam que todos saíssem de suas casas e, com riscos profundos e luminosos, deixavam tudo iluminado: as ruas, as montanhas, onde tivesse pedra. Dali se comunicavam por outros cantos e com outras tribos. Ali se avizinhavam muitas tribos.
Porém, Numara era a grande civilização de conhecimento eletrônicos, ou melhor, Nucleares. Com a graça das Amacês, foi tecido um macacão, ao qual se dava o nome de Anodai. Todo canalizado, voava pela energia do Sol e, deixando na cabine de controle, ali recebiam também sua rota. Menos sofisticado do que hoje, porém muito eficiente. Eram jaguares destemidos, eram homens-pássaros, que voavam e se entendiam por toda a parte da América. Em todo o continente, estátuas enormes e iluminadas destacavam a Terra dos homens-pássaros. Tudo era de acordo com as Amacês. Nada mais posso dizer, filho, sobre o que aquela gente fazia. Porém, Numara já estava velho e não ensinava sua ciência. Também, esta tribo sempre foi displicente, principalmente naquela era. Vinham recentemente, de um mundo de agressão. Sim, filho, água e areia: faziam formas e as enchiam com este material. Secavam com a energia atômica, a ponto de fazerem grandes estátuas de seus sacerdotes. E por baixo das mesmas, guardavam seus objetos de voar. Eram tubos, tubos fininhos, que guardavam todo o magnético atômico, que lhes cobria o corpo. Foi uma grande metrópole, mística e de um povo refinado.
Porém, Numara tinha como única preocupação tirar o que mais pudesse das Amacês, apesar de muito as amar e respeitar. Era um dia de festa, e todos anunciavam os festejos. Era uma noite de luar, na triste noite nefasta. Os raios se desencontraram, desintegrando tudo o que fosse vida. Foi uma triste experiência. Depois filho, nas aulas, vou explicando os “porquês” desta ausência dos aparelhos de Capela. Não é possível atravessar o Neutron sem que haja o perigo de explosão. Aos poucos, tudo se cumpre como Deus quer!
E, pelos olhos que entreguei a Jesus e pela verdade, fiz esta carta, com amor em Cristo Jesus.
Com carinho, a Mãe em Cristo.
Tia Neiva.
Vale do Amanhecer, 21-11-81.

A CONDUTA DOUTRINARIA DO MESTRE LUA



MEU FILHO JAGUAR,RAIO LUNAR
Sabemos que nossas vidas são governadas pelos nossos antepassados e que tudo vem do princípio doutrinário que nos rege. A vontade tem sua origem na sensitividade, com predominância na fonte de energia que nos dá a faculdade da inteligência, na consciência animal que se transforma na sensibilidade Cristã, a consciência espiritual. Sim, filho, a consciência espiritual. Aparelho anímico ou material psíquico, constituído pela memória, atenção, percepção, compreensão e cristianismo, sempre iluminado pela razão. Em ti, filho, refletimos todos os atos da força Absoluta que vem de Deus Todo poderoso. E para condenar sem precipitação o teu comportamento é o único sentimento a ser julgado. Você, filho Jaguar, Raio Lunar, é a própria revelação. Sim, muitas vezes um aparelho em sua conduta moral, agasalha um espírito das trevas, dando-lhes oportunidade a ser gente, isto é, segurando suas terríveis e pesadas vibrações, e com amor, o deixa falar ou promover um diálogo com o Doutrinador. Filho, muitas vezes, eu, tua mãe Clarividente, vejo muitas oportunidades perdidas em feroz Exu, que por falta de um diálogo poderia voltar para Deus. No entanto, só diz heresias, por falta do bom comportamento do “sensitivo”. Filho, todos nós precisamos de carinho e eles, apesar do seu endurecimento, são carentes de amor. Eis a razão do Doutrinador, em Cristo Jesus, sabendo conduzir o anjo e o demônio, em sua conduta Doutrinária. É assim filho, um aparelho sensitivo espiritual pelo qual as forças extras sensoriais se manifestam, por conseguinte, você é o próprio poder de justiça, se engrandece ou se condena. Sim, a consciência fecha o ciclo evolutivo da força psíquica sensitiva. Então, filho, com um pouco de reflexo poderá concluir as mensagens e se souberes colocar esta candeia viva nos mais tristes recantos da dor, mais uma vez poderás aliviar e esclarecer os incompreendidos. Tanoaê, filho, é um poder que emite sua força no vento nas tempestades. Tanoaê tem poderes de manipular forças, abrindo o Nêutron para levar sua mensagem e fazer a sua reparação. Não é justo filho, depois da incorporação, ficar em dúvida, será que incorporei? Será que foi o Preto Velho ou o Caboclo? Não foi somente uma impressão minha? É triste para os nossos Mentores que se apressam para que saia tudo com a precisão do Espírito da Verdade.

Trata-se de um conjunto, de um rito de aparência de encantos, de energia. Não podemos designar este sentimento de amor. É o coroamento das virtudes, é muito mais científico do que pensamos. Quando solicitando a uma incorporação, uma enorme e complexa força se faz em nós. Seriam bastante, os cruzamentos destas forças para a cura desobsessiva, quanto mais, que sabemos da presença de Caboclos e Pretos Velhos.

Filhos contamos ou marcamos uma história que o velho mundo ensinou, quando surgiu o cristianismo. Subiram os Deuses Alexandrinos e o Mitra Solar para combater a adivinhação, os adivinhos, porque além de sua magia, formaram um grande comercio, e a religião, não sobrevive ao lado dos adivinhos, dos magos ou Pitonisas. Condenam-se os adivinhos porque predizem sem intervenção Divina. Muitas vezes filho, pensamos que somos obrigados a dizer o que exige a vossa real intuição; não filho, absolutamente, a profecia ou adivinhação é algo muito perigoso. A nossa obrigação em Cristo, na Lei de Auxílio é procurar, pois, a nossa luz íntima, oferecendo, aceitando e confiando o máximo de nós sem nada pedir em troca, isto é, nem mesmo a vaidade pelos fenômenos que somos portadores.

Estamos no caminho dos homens, e por isto, nós devemos nos guardar de cada ser, de cada coisa. Uma expressão diferente para fazer luz desde as manifestações dos humildes dos planos inferiores desta natureza em sua feição divina, porque até o mar profundo sabe agasalhar sua natureza. Sim, a função do duplo é servir como condutor e condensador de energia e de emanações ectoplasmáticas entre perispiritual e o físico, é um processo no centro de forças que denominamos chácaras. Neanze, uma rica pitonisa que estarrecia a todos, a sua força, seu poder de qualquer forma era eficiente. Sim, ainda se falava em Amom-Zeus por todo Egito. O Oráculo de Amom-Zeus. Neanze era uma das Divinas, após curar o filho de um Thunis, fez uma adivinhação: preconizou a morte de sua escrava preferida. Thunis ficou furioso e esperou o dia fatídico, porem a escrava não morreu naquele dia. Então Thunis esqueceu do que recebera e pensou: foi fatalidade que decidiu a cura de meu filho, e acusando-a de impostora mandou mata-la. Três dias depois sua escrava morreu também, porém, seu filho foi feliz e nada lhe aconteceu. Thunis foi infeliz por toda sua vida. No entanto, tudo era tão lindo antes da adivinhação. Sim, filho, não te preocupe se o teu mentor não é adivinho. Partimos filhos para os curadores ou curandeiros; não são médiuns Aparas, ou são e não desenvolveram e fazem suas curas pelo canal de emissão que Deus lhes proporcionou, pagam na maioria das vezes os velhos débitos pelas críticas, observações maldosas dos que são curados. A percepção é algo perigoso; o médium que tem a faculdade de percepção vive sempre triste por suas percepções. Eu, com toda minha clarividência, em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo, sofro por não saber assimilar uma visão. Filho, para ser um verdadeiro medianeiro, viver emitindo a voz direta do céu, é preciso única e exclusivamente a sua conduta doutrinária, ao lado do seu Mentor, para sustentar a sua emissão.

Sim, filho, no desenvolvimento recebe a sua emissão. Emissão é um canal na linha horizontal, que capta as forças que atravessam o Nêutron. O médium desenvolvido é responsável por dois canais de emissão que se cruzam e ligados em seu interoceptível, formando seu equilíbrio na conduta doutrinária, se vê o poder que levanta em um Mestre Lunar. Observe também que o simples Apara em força ou emissão menor, também tem suas emissões diretas. Mestres iniciados, o médium que não tem suas emissões em heranças transcendentais, esta sempre em desequilíbrio. Sim, o interoceptível é como uma balança onde a nossa cabeça é o fiel desta balança, pesando só terra, entra em desequilíbrio.

Salve Deus, meu filho! Que Jesus nos ilumine nessa jornada. Com carinho, a Mãe em Cristo.

Vale do Amanhecer, 08/04/79.

CARTA DAS FORÇAS




Carta das forças

Meu filho Jaguar.

Salve Deus!

Nossa vida é uma grande jornada onde as dificuldades, constantemente nos abalam. Filho continue a lutar, porque só cai aquele que não está seguro em si mesmo. Continue filho a lutar, certo de uma coisa, só são derrotados os que acreditam na derrota. Conserve a tua liberdade, respeitando a liberdade dos outros. Não te esqueças, também, que você é o seu maior valor, a sua maior fortuna. Se você estiver preso por pensamentos negativos, de nada valerá toda a riqueza do mundo, toda a felicidade possível. Tens uma missão a cumprir, explique ao mundo o caminho que o homem deverá tomar mesmo ao mais íntimo ser que Deus te confiou, principalmente se ele ainda vive em teu teto, junto a ti. Sejas confiante, emane a tua força doutrinária para que seja completa a tua doutrina. Não deixe, não siga, ficando alguém a sussurrar outra melodia junto a ti. Não ti esqueças que a tua doutrina é uma força poderosa que uma vez desenvolvida, permite a realização de todos os seus anseios e que, desenvolvida esta faculdade, terás também, condições de modificar a sua natureza, vencer todos os obstáculos, dominar a matéria até vencer a morte.

Procure confortar os infelizes, os incompreendidos, mesmo que estes estejam contra você. Seja prático e não se afaste das metas racionais, nem queira obter resultado do seu trabalho e sua caridade. Procure amar a vida em todos os ângulos, faça do que te resta deste Terceiro Plano o mais agradável possível. Procure prolongar a sua existência, aproveitando o melhor possível, sempre em fins respeitáveis, não se esquecendo também, que não há condenação para o pecador e, sim uma reparação dos seus erros. Ser humilde é ser amor. Ser humilde é ser manso de coração, é ser tratável.

Toda filosofia exige a humildade de tratamento principalmente àqueles que precisam de nossos cuidados. Vamos falar das forças existentes. Filho o homem pelo equilíbrio de sua ORBE, tem condições de atrair forças incomparáveis nas suas manifestações: sujeito em sua conduta doutrinária a conduzir Força Mediúnica, Força Direta, Força Negativa e Forças Cruzadas. A Força Cósmica, força que normalmente se conduz na Lei de Auxílio, comum a Lei Espírita. Vem também a Força Absoluta, a Força Nativa Absoluta e Força Nativa Absoluta de Herança.

Podem ser emitidas de diversos planos sem que se dê conta de onde elas vêm. Uma prece que se emite com palavras ou estilo Iniciático pode-se receber, no caso, uma Força Absoluta Nativa. A simbolização do pensamento vai refletindo e formando no Nêutron, formando também um estado de consciência, aonde sua própria força ou conduta doutrinária, vai conscientizando cada vez mais, formando um circulo no interoceptível, onde a própria emissão ou canal de emissão leva para onde for preciso. Se estivermos na Lei de Auxílio, vão para os hospitais, presídios, digo, na dor.

O homem cria a sua própria imagem e vive os seus pensamentos, evolução, significa, acima de tudo, o poder criador. Todo cuidado é pouco. Devem cuidar sempre na individualidade. Não se esqueça filho, que as forças se impõem em nós. Sim, as forças se impõem em todos os sentidos. Basta dizer que uma proteção, uma proteção generalizada, como chamamos, é uma corrente magnética que se equiparando as nossas, entra em aniquilação para decompor a corrente magnética animal que esta atuando em desarmonia.

Dizemos: - Deus está comigo e, então, não temo nada! É neste instante que há uma razão. Uma pessoa religiosa recebe realmente, esta espécie de proteção. A proteção é aplicada a todas as vidas deste planeta, até o animal se liberta de suas enfermidades. Sim, filho sei que a sua cabecinha é pequena, porém pense bem: o que é a compreensão da morte? Resulta do que entendemos da vida. Todos os que se perdem pelo pensamento, se prendem pela vida. Convém insistir contra a violência de nossas mentes. A ciência social de hoje, ensina o nosso desenvolvimento, porém, antes, deveria ensinar ao homem se libertar dos seus pensamentos. Uma mente livre, um homem livre de pensamentos. Não se cruza uma força. As forças dificilmente se cruzam. Sim filho, uma força cruzada... Salve Deus!

Eu conheci uma certa senhora por nome Calú, que era macumbeira e ninguém brincava com ela. De fato fui acompanhá-la... Era perto da UESB. Foi feito uma matança de bicho. Foi uma coisa tão violenta que eu, de um canto, tive medo. Contei na UESB o que vira e tive o resultado. Disseram que um certo fazendeiro que se candidatava a Deputado Estadual queria abater o seu adversário. Fiquei muito impressionada e fui, voluntariamente, conhecer o paradeiro da vítima. Soube e o encontrei. Qual não foi a minha surpresa. Ele estava apenas com uma força esparsa de um cruzamento. Dez dias depois, os animais estavam amarrados nas árvores, ainda intactos. Mais de dois bodes pendurados nas árvores e outros bichos, que não sei bem, agora no momento, estavam secos, não tinham cheiro, nem nada. Era apenas uma força esparsa, ou melhor, um cruzamento esparso.

Cruzamento, força cruzada na macumba, é realmente grave, muito grave. Pelo simples descuido nos Templos, pegamos uma força esparsa. A força cruzada é algo delicado em todos os sentidos. A força que não se cruza é a Força Absoluta, projeta forte, de poder simplesmente objetivo. A Força Cruzada dos Caboclos com os Pretos Velhos é curadora e desobsessiva. Se houve um descuido ou desrespeito eles em vez de projetarem na sua necessidade, ela fica em torno dos seus caminhos, tomando conta de sua visão e poderás sofrer por um longo tempo, porque ela passa a alimentar os seus elítrios.

Salve Deus! Sendo cruzada pelos exus, tudo mal, não preciso explicar. Se recebermos uma força cruzada por exus e tivermos bem assistidos pelos nossos Mentores ela muito pouco poderá nos aborrecer. Os fenômenos dos quais falamos são forçados por amor ou por desespero. Passamos a falar nas forças existentes, sendo que de qualquer maneira, fica intacta a experiência acima. As forças se dividem, só não podemos é pesá-las, ou melhor, calcular o que vem quando envocamos. As forças são um conjunto de magnético num rítimo acelerado, conduzido num “balet” de luzes, aonde as grandes Cassandras levadas pela força de Morsa, o “Vento” vão se aninhando onde lhe convém.

Salve Deus, meus filhos, vejam aonde podemos chegar. Nesta pequena carta, quero que pensem e analisem o quanto suas mentes puderem.

Com carinho, a Mãe em Cristo.