17 de set de 2013

LAGO DE YEMANJÁ




Lago de Yemanjá - 1978

Com relação à construção do Lago de Yemanjá, é importante o registro de uma história: Pai Seta Branca pediu a Mãe Yemanjá as forças necessárias para construir o Lago. Porém, ela disse “não”, alegando que Tia Neiva era física e não sustentaria a manutenção do trabalho. Diante disso, Pai Seta Branca afirmou que se responsabilizaria por Tia Neiva. Assim, nossa Mãe pôde buscar no mar as forças de Yemanjá.

Em janeiro de 1978, Tia Neiva, acompanhada de vários mestres e ninfas, levando consigo ainda, a pedido de Mãe Tildes, as 220 crianças do Orfanato, em 4 ônibus e 36 carros, dirige-se à cidade de Prado, na Bahia, de modo a buscar as forças necessárias para a implementação de mais um trabalho a ser manipulado pelo corpo mediúnico.

Em Prado, é realizado o ritual da Estrela Candente em plena praia. Nessa ocasião, lembram com saudades os veteranos, a Clarividente incorporou o espírito de Mãe Yemanjá.

Tia Neiva pretendia ficar em Prado por 15 dias. Porém, com o desencarne de sua mãe, ela antecipa seu retorno, juntamente com Seu Mário, Gilberto e Raul, deixando as crianças sob os cuidados de Albuquerque, Jairo, Carmem Lúcia, Vera Lúcia e Gertrudes. Mas o Lago só começa a ser construído depois que todos voltam de Prado e, com pouco tempo, fica pronto.

O Lago de Yemanjá foi inaugurado no dia 1º de maio de 1978, ano da Consagração dos Adjuntos Rama e Raja, quando estes, de joelhos, pronunciam seus juramentos. Em 1981, Tia Neiva volta a Prado com as crianças e mestres para agradecer as conquistas alcançadas, realizando uma vez mais o ritual.

Construção do lago

Extraído do Livro: Os Símbolos na Doutrina do Vale do Amanhecer
Autora: Carmem Lúcia Zelaya.

12 de set de 2013

SALVE DEUS




Morro "Salve Deus", Solar dos Médiuns

Cumprimento ou saudação respeitosa, ensinado por Pai Seta Branca e Mãe Yara em 1958. Na Índia, corresponde a Namastê: “o Deus que esta em mim saúda o Deus que está em você!”. Na Doutrina do Amanhecer, um “Salve Deus!” permite com que as Entidades e os Médiuns transmitam o amor de Deus. Trata-se, ainda, de um pedido de licença para entrar ou sair, de um local ou de um Trabalho Espiritual. Tem a intenção de expressar o sagrado que existe dentro de cada Ser.

Tia Neiva afirmava que um “Salve Deus!” é capaz de desintegrar uma força esparsa ou uma corrente negativa.

Extraído do livro: Os Símbolos na Doutrina do Vale do Amanhecer.

6 de set de 2013

SURIÊ

“Meu filho, esta cruz é a estrutura de um Suriê, que representa Koatay 108. Pode ser colocada na cabeceira da sua cama ou no seu Aledá. Nas hora de necessidade espere, em Cristo Jesus, que ela lhe alcance. Esta cruz só conserva o seu encanto em lugar que haja o seu calor. Ela é um ponto de irradiação das Legiões. Ela é o seu Aledá!” (Tia Neiva) COMPARTILHE NO SEU MURAL

“Meu filho, 
esta cruz é a estrutura de um Suriê, 
que representa Koatay 108. 
Pode ser colocada na cabeceira da sua cama 
ou no seu Aledá. 
Nas hora de necessidade espere, em Cristo Jesus, 
que ela lhe alcance. 
Esta cruz só conserva o seu encanto 
em lugar que haja o seu calor. 
Ela é um ponto de irradiação das Legiões. 
Ela é o seu Aledá!” 
(Tia Neiva)